Follow by Email

quarta-feira, 18 de abril de 2012

NATIVIDADE, uma cidade em forma de poesia.






Eu conto a história de um lindo arraial,
de negros e brancos de índios enfim.

O ouro brotava na terra macia,
e o negro cativo chorava e sofria,

buscando riqueza que o branco queria.
Com dores e lágrimas o arraial construía, 

No cimo da serra o povo vivia.
O desbravador da serra desceu,

e Natividade um dia nasceu.
Nasceu a cultura de um povo mestiço,

com lendas e crenças e fé no divino.
No amor e esperança que histórias separa,

Mostrando um passado de glórias vividas,
A história daqui o mundo conhece,

costumes e landas aqui permanece.
Num concurso nacional que o brasil elegeu,

como terceira maravilha,
Natividade venceu!

                                                                                        



                                                                                 Autora, Feliz.



sábado, 7 de abril de 2012

Cantiga de ninar do rio Tocantins



                    "Sou Goiano de nascença,
                     Atendo por nome tupi.
                     Se quiseres saber quem eu sou,
                    Me chamo rio Tocantins"