Follow by Email

quinta-feira, 18 de junho de 2015

A Victor Buescu.
(In memorian)

Confrade epistolar
Herói da resistência romena.
Ourives na arte de traduzir e aproximar.
Como um verdadeiro guerreiro,
Fez da palavra escrita seu escudo, sua arma.
Contra os dardos envenenados do exílio,
Vertendo sobre a mesa
Um banquete de tradições bi-milenares,
Perdidas há muito no vão do tempo...

...E de repente, os extremos da Dácia e da Ibéria,
Viu-se unidas por esse atlas do novo mundo
Que sozinho carregou em suas costas,
A neo-latinidade, as letras clássicas,
E a cultura daco-romana para além
Da finisterra...
Assim foi o excelso filólogo,
Fez da diáspora,
Seu eterno vir a ser,
Seu devir...

Lição maior para os vivos!

sábado, 13 de junho de 2015

                              
                          O Mestre do Arado

                                                                                                                                                


                                Badea Cârtan de além Mar, 
                                Saltimbanco.
                                Conservou no vôo e no sonho,
                                A exímia arte de atravessar
                                (como andorinhas)
                                Abismos intransponíveis,
                                Estações da vida 
                                ...E os beirais do tempo.
                                É senhor da mota,
                                Você nos ensinou a difícil tarefa,
                                De como é preciso saber, 

                                Manejar bem o arado!

   

                                                                              J Santos.